sexta-feira, 29 de junho de 2018

O Deus da Carnificina

Olá leitores, certamente alguns devem estar de férias (desejamos umas boas férias), mas nada impede de fazerem uma visita ao nosso blog e deixar o vosso comentário!

Há uns tempos fomos ver uma peça de teatro, no Teatro da Trindade em Lisboa com o tema "O Deus da Carnificina". Vale a pena ir ver, são 90 minutos de muito humor negro com bons actores. Sabemos que a peça ainda anda em exibição em Aveiro.
Uma peça muito interessante sobre hipocrisia e dupla moral. Quando se toca a defender os filhos cai as máscaras. Isto demonstra que a imagem que transmitem no dia-a-dia não corresponde ao que se passa dentro das casas, todas as relações tem os seus problemas. Uma realidade que por vezes perante de algumas pessoas querem transmitir aquilo que não são só para agradar.

Imagem retirada da internet

SINOPSE:
Dois casais, adultos e aparentemente civilizados, encontram-se para resolver um incidente protagonizado pelos seus filhos menores. O que é verdadeiramente sedutor neste confronto é a progressão paradoxal do encontro dos casais. Há uma certa sofisticação na forma como o encontro decorre na tentativa de apurar responsabilidades na luta física que ocorreu entre os respetivos filhos, dois jovens de 11 anos.

O que acontece na realidade é a queda progressiva das máscaras a que nos obrigamos no ato social e um estalar do verniz, que deixa a nu a natureza violenta dos relacionamentos humanos. As conversas entre os quatro são constantemente interrompidas pelo telemóvel de Alberto, advogado de uma multinacional farmacêutica, acusada de vender medicamentos para cardíacos que produz efeitos colaterais. A sua mulher Bernardete, é uma mulher com ambições socias e com uma curta tolerância ao álcool. Verónica, é uma dona de casa, vagamente interessada em arte africana e o seu marido Miguel é um vendedor de eletrodomésticos. Nada é claro ou linear. Ninguém é normal. As primeiras impressões vão-se contradizendo, negando-se, alterando-se em contacto com as outras. Pouco a pouco vamos sendo levados para o núcleo da nossa natureza primordial, selvagem e violenta. Todos são capazes de pensamentos politicamente corretos, mas também se mostram capazes de usar golpes baixos e letais, quando se trata de defender o interesse próprio ou dos filhos.

O tema da peça é, necessariamente, a Hipocrisia, ou se preferirmos, a dupla moral e de como perspetivas éticas se mostram flexíveis para defenderem certos interesses. O que é curioso é que toda esta dimensão ética e politica é colocada neste texto em termos profundamente cómicos. Deus da Carnificina é por isso uma comédia, mesmo que o riso tenha como fronteira a dor que sempre sentimos, quando constatamos a nossa fragilidade humana.

terça-feira, 26 de junho de 2018

Nem Sempre é Bom Dia

Autor: art ∆
Uma imagem vale por mil palavras, esta é uma delas. Dá que pensar.
Por vezes ou maioria das vezes avaliamos, ou julgamos as pessoas de forma errada, sem saber o que está a passar no interior da pessoa.
Nem todos estão a passar por uma boa fase da vida, a maioria está a sofrer por desgosto, maus tratos, violações, por doença, por opressão de familiares ou por questões profissionais.
Um facto: nem todos os dias são bons. Não quer dizer que uma pessoa que saia à rua com um sorriso no rosto que esteja bem, ou que uma pessoa que saia com amigos, beba uns copos e se divirta que não esteja a ter  problemas sejam elas pessoais, familiares ou profissionais.

Há cada vez mais um mundo só nosso. Fechamos os nossos sentimentos, escondemos as nossas dores, mostramos à sociedade que tudo está bem, simplesmente pelo facto de a sociedade valorizar a desgraça de outros, de gostar de mexericos. Infelizmente, as pessoas não se preocupam se os outros precisam de ajuda, não se dão ao trabalho de serem solidários (Ah espera só são solidários quando os amigos/as partilham nas redes sociais...).
A sociedade está-se a tornar muito individualista, sem escrúpulos com muita hipocrisia e falta de civismo.

Não percam tempo a apontar o dedo sem saber a razão, não critiquem sem saber o porquê. Deviam sim perder o seu tempo para ajudar ou simplesmente ESCUTAR, por vezes é o suficiente.
Tentem, não custa nada e é de graça!

Imagem retirada da internet

quarta-feira, 20 de junho de 2018

HINO DE APOIO À SELEÇÃO - Maria Leal


Sabemos que esta espécie de cantora canta mal, mas não deixa de surpreender-nos, Maria Leal adapta o tema "O Verão É Nosso" numa parceria com o Jaimão e transformou num tema de apoio à seleção.
Aproveitando toda esta euforia à volta do Mundial, vai apoiando a equipa portuguesa e conquista mais reações nas redes sociais.

"Portugal pode não ganhar, mas Maria ganha de certeza."

Fonte: PT Jornal

terça-feira, 19 de junho de 2018

"Sou sexy, Eu sei"

Os Piruças foram ao cinema ver o filme "Sou Sexy, Eu Sei".
Para que saibam qual é o filme deixamos aqui o Trailer:


E a Sinopse:
Renee é uma mulher comum. Com uns quilos a mais e algumas inseguranças associadas, tenta, de todas as formas possíveis, aproximar-se do estereótipo de beleza dos tempos modernos. Tudo em vão. Mas a sua existência dá uma volta de 180 graus quando, após um treino intensivo numa bicicleta estática, cai e bate com a cabeça. Ao despertar, acontece algo insólito: olha para o espelho e vê-se magra, bonita e muito sensual. Renee passa de fracassada a uma mulher realizada em todos os aspectos da sua vida. Mas o que acontecerá quando se aperceber que tudo isso é ilusório e que, na verdade, a sua figura não mudou rigorosamente nada? (fonte: Público Cinecartaz)

Infelizmente vivemos na era da aparência física. Cada vez mais existem, por exemplo, ofertas de emprego em que pedem Curriculum Vitae com fotografia. Cada vez mais existe o estigma que para determinada profissão é necessário ser bonito fisicamente. Falando como mulher que sou, observo que a sociedade obriga a que nossa aparência física seja mais trabalhada do que o nosso interior, do que a nossa inteligência ou do que as nossas características enquanto seres humanos que somos. 

É claro que existe sempre algo em nós que desgostamos e por vezes damos tanta importância a isso que nos esquecemos de valorizar as coisas boas que existem em nós, não só fisicamente como interiormente. 
O filme através da comédia passa-nos uma mensagem algo forte. Se nos aceitarmos como somos, quando deixamos de ser prisioneiros da nossa aparência, a nossa vida passa a correr melhor em todos os aspectos.

segunda-feira, 18 de junho de 2018

Sushi'n Paradise

Imagem retirada da internet
Este fim-de-semana os Piruças foram convidados para uma festa de aniversário, não de um mas de dois aniversariantes.
Como são amigos de longa data e fazem anos no mesmo dia, pensaram em juntar os restantes amigos e fazer uma só uma festa! Os planos eram aproveitar um bocadinho da manhã na praia e ir a um restaurante perto de Lisboa.
Restaurante esse, situado na Costa da Caparica junto ao mar com o nome Sushi'n Paradise (a Piruças diz que é mesmo o paraíso! ahahah)
Para os que não são amantes de Sushi (como eu) existem várias opções na ementa também: Bifes, hambúrgueres, tostas, peixe grelhado, etc. Eu como ribatejano que sou, escolhi um prato de carne, está claro 😁😂.
Foto by Piruças

Como disse em cima não sou amante do
sushi, mas não posso dizer que não tinha bom aspecto! A ementa tinha preços acessíveis, mas em contrapartida as bebidas e o café são o dobro do preço do que o normal.
Para almoçar e estar com amigos é o local ideal: conversar sem sermos incomodados, ver a praia de fundo, cheirar a maresia, apanhar um solinho bom 🌞 e desfrutar de uma comida de qualidade, fresca e saborosa!

Asas para quê?

Autora da imagem: BelKina
Olá leitores, espero que estejam bem. Finalmente chegou o calor!

Tal como os Piruças, todos vós têm planos ou projectos idealizados para realizar... pensamos nós! Sejamos solteiros, casados ou pais, todos temos projectos ou planos que pretendemos realizar num curto espaço de tempo.
É normalíssimo por vezes termos planos e termos de adiar esses planos ou até mesmo desistir.
Desistir... por questões finaceiras, por questões familiares, desistir porque parceiro/a não concorda.
Seja que motivo for, nunca desistam dos vossos sonhos ou dos vossos planos, podem adiar mas arranjem uma maneira de os concretizar.

Não deixem que vos digam ou não pensem que não são capazes. Não sejam "escravos" do vosso amor, não abdiquem do vosso sonho/projecto por causa dos vossos filhos. Não tenham medo de voar, de se sentirem livres, não tenham de medo de cair, se for difícil, tentem novamente mas nunca desistam de concretizar os vossos sonhos.

quinta-feira, 14 de junho de 2018

Amor Tóxico

Imagem retirada da internet

Os Piruças viram um artigo com o título "Não romantize relações tóxicas", que achamos muito interessante e por isso pensamos escrever um texto sobre o mesmo tema.

Cada um de nós teve experiências tóxicas na relação anterior. As relacões duraram alguns anos em que o final não acabou da melhor maneira. Mas até foi bom assim, porque se assim não fosse não nos teríamos conhecido.

Como todas as relações no início são como um conto de fadas (queremos sempre pensar que sim). Quando estamos no início da fase do namoro é tudo muito bonito e cor-de-rosa, aplicamos nomes carinhosos, fazemos declarações, jantares românticos, etc. Tudo bem até é bonito e gostamos... quem é que não gosta?

Quando passamos para a fase seguinte que é assumir a relação, assumimos (pensamos nós) que é para o resto das nossas vidas, assumimos que vai ser uma relação saudável e única. Depois disso aos poucos e suavemente vai surgindo os ciúmes, as pequenas mentiras, jogos de culpa, segredos, vai se tornando uma bola de neve,  que aos poucos se vai tornando maior.

Imagem retirada da internet

Com o desenvolver da relação, vamos achar que não vai passar disso, perdoamos pelas pequeninas coisas e seguimos em frente. Só que nunca fica por aí, pequenas mentiras passa para grandes mentiras, ciúmes extremos ao ponto de não se puder falar com amigos, discussões por tudo e por nada, falta de diálogo e de interesse, traições (não precisa de ser fisico). Depois desculpam-se com a conversa que "são coisas da nossa cabeça" ou "onde vais buscar tanta imaginação". O mais engraçado mas que não tem graça nenhuma, quando apresentamos as provas fisicas, ainda dão a desculpa "é uma brincadeira, estava só a brincar". Enfim... faziam sentir nos culpados de toda esta desconfiança.

Como tudo na vida, há limites. Chegamos ao fim da temporada. Sofremos a pensar que não conseguimos viver sem a pessoa, sentimos culpados por achar que chegou a este ponto por culpa nossa. Andamos perdidos, desorientados, sentimentos estranhos e pensamentos sem sentido.

Neste momento, depois de uma viagem longa na montanha russa, de altos e baixos (mais baixos do que altos), paramos para reflectir e fazer uma avaliação das nossas vidas. A conclusão que chegamos é que as nossas vidas estavam tão envenenadas que já não havia cura, andavamos sempre desconfiados, envergonhados quando saímos á rua, culpados, perdemos amizades, perdemos a liberdade, sentíamos presos e mãos atadas, sentíamos sufocados... sem dúvidas que era amor tóxico.

Leitores não deixem chegar a esse ponto nas vossas vidas, não deixem que seja tarde de mais. Sejam felizes e não o inverso. Não desculpem actos que mais tarde vão se arrepender. Não mudem.. sejam vocês próprios. 

segunda-feira, 11 de junho de 2018

Di Gusto

Imagem retirada da internet
Olá Leitores! 😊

Os Piruças foram jantar ao Di Gusto!
É um restaurante italiano muito agradável que existe em Santarém.

A Piruças já conhecia e deu a conhecer ao seu mais que tudo este espaço!
Fomos muito bem recebidos e atendidos. A paparoca foi difícil de escolher, tendo em conta a diversidade da carta.
Como amantes de lasanha que somos pedimos os dois lasanha. Um pediu lasanha de carne e o outro pediu lasanha de peixe. A lasanha de peixe levava pescada, atum e camarão e estava divinal. Para acompanhar uma bela sangria de frutos vermelhos!
Não pedimos sobremesa porque já não havia espaço na barriguinha ahah

Recomendamos o espaço!
P.S.: O restaurante tem menu para crianças a 5€.

Amigos???

Quando eu era mais novo a minha querida mãe dizia muitas vezes:

"Filho amigos vais ter muitos, mas são amigos de mesa de café. Sem perceber o que significava, pedi para ser mais explicita. Assim explicou, normalmente os amigos juntam-se ou encontram-se nos cafés pagas uns copos e já são grandes amigos mas quando precisas que paguem o teu copo não tens ninguém que chegue á frente."

Resumindo e da maneira geral o que significa podes ter muitos amigos mas na hora do aperto não tens ninguém. 
Recentemente passei por uma situação que a minha vida deu uma volta de 360° e estava no fundo do poço. Foi nesse preciso momento em que realmente vi que não tinha amigos e pude contar pelos dedos de uma mão que houve pessoas que me ajudaram, mas mais incrível foram pessoas que eu tinha pouca ligação e da qual não esperava qualquer ajuda.

No video em baixo o Chef Ljubomir no programa Alta Definição diz umas coisas acertadas em modo curto e grosso. Faço das palavras dele as minhas. 


Nunca é demais, agradecer e aproveito neste post para agradecer mais uma vez... obrigado as pessoas que estiveram presentes no momento que mais precisei.

domingo, 10 de junho de 2018

Individualidades

Num baptizado em que estive presente o Padre disse algo que me fez pensar:
Imagem retirada da internet 

"A criança tem perfeita noção de que precisa do próximo, dos adultos, para existir, para crescer... quando chegamos a adultos esquece-mo-nos disso. Achamos que sozinhos conseguimos, que não precisamos de ajuda, de companhia, de apoio. Vivemos cada vez mais sozinhos e torna-mo-nos mais individualistas. Por sua vez, a criança sabe que precisa dos pais, que precisa dos irmãos, dos adultos que a rodeiam..."

Imagem retirada da internet 
O que acham da frase?

Na parte que me toca... é bem verdade. Quantas vezes não pedi ajuda por achar que sozinha era capaz? Quantas vezes me quis mentalizar de que não preciso de ninguém ao meu redor? Quantas vezes vemos que o outro precisa de ajuda e "viramos a cara para o lado"? Somos cada vez mais egoístas e centrados no nosso mundo.

O que é certo é que somos melhores e mais fortes com as pessoas certas do nosso lado. Precisamos sempre de quem nos apoie e que nos ame.

Vamos deixar o orgulho e o individualismo de lado. Vale a pena pensar nisto.

sexta-feira, 8 de junho de 2018

Já comeu plástico hoje?


Um video produzido pela CREA, com intuito de sensibilizar a população para a quantidade de lixo que é deitado para o mar. Não será só prejudicial para a vida marítima como também para a vida humana.

Acompanhado com o video está um artigo que em poucas palavras diz muito. 

"Será este um futuro próximo? Neste momento milhões de animais marinhos já estão infestados com microplástico (estima-se que mais de 1400 espécies sejam afectadas), através da cadeia alimentar estes resíduos podem vir parar ao nosso prato. Evitar que piore depende de nós." 

quinta-feira, 7 de junho de 2018

Porquê os Piruças?

Olá olá leitores, está tudo bem com vocês? Por aqui vamos andando um dia de cada vez a pensar qual será o próximo tema das nossas conversas de sofá. Não sejam tímidos, deixem os vossos comentários e divirtam-se acima de tudo!

Bem... seguindo a conversa, provavelmente já alguns questionaram o porquê do blog ter o nome de Piruças.
Então aqui os Piruças vão explicar o porquê da escolha do nome, como também a história do blog.

Alguns leitores já nos conhecem, outros não mas passamos a apresentar... somos o Pedro e a Sandra somos do concelho de Azambuja.
Eu, Pedro sou o Piruças porque durante 16 anos fiz parte de uma instituição em que uma camarada, me baptizou pelo o nome, por ser parecido com uma personagem de uns desenhos animados. ??? Pois eu também desconheço, ahahahah. O nome foi pegando e fui sendo tratado assim pelos camaradas. Já não fazendo parte da mesma, ainda me tratam assim. 😊😉

Quanto a mim Sandra, passei a ser chamada por Piruças por um amigo que conheci na altura da Faculdade. Lembro-me que sempre que eu começava com as minhas palhaçadas ele me dizia "és mesmo piruças..!" ou "a piruças entrou em acção.." 😆

Achámos engraçado ambos termos a mesma alcunha e pufff... surgiu o nome no blog!
Agora perguntam vocês: mas qual é a ideia do Blog oh Piruças?!
Como somos bastante parecidos, gostamos praticamente das mesmas coisas (como por exemplo ler e escrever), como namorados pensamos em fazer projectos em conjunto. Este foi um dos projectos que achamos muito interessante fazer. Até surgir, a pesquisa, o nome, a imagem e os próprios temas que iríamos falar, foram à volta de 3 meses para arrancar com a ideia.
Finalmente arrancamos, temos estado a divertir-nos e até já nos felicitaram pelo blog!

Não conseguíriamos se não fossem vocês leitores. Obrigado.

terça-feira, 5 de junho de 2018

"Opte por amar mais"


Hoje mostramos um vídeo que tem estado a ser debatido nos últimos dias, gerando também alguma polémica.
O vídeo é da iniciativa do Ministério da Saúde e pretende alertar para as doenças que se desenvolvem através do consumo de tabaco, causando a morte de cada vez mais pessoas. O vídeo tem também a ver com o aumento de mortes de mulheres na faixa etária da actriz, resultantes de cancro no pulmão.

O video conta com cerca de 15 minutos. É grande mas vale a pena ver até ao fim. Na minha opinião a mensagem que querem passar é forte e não seria fácil de passar num video mais pequeno.

Este vídeo tem gerado controvérsia porque muitas pessoas consideram que se estaria a considerar uma mãe de irresponsável ou negligente ao fumar em frente da filha. Não quero tecer muitos comentários nesse sentido, mas o que é certo é que existem muitos pais que fumam à frente dos filhos, no entanto, não quer dizer que os mesmos possam vir a fumar no futuro. Eu sou um exemplo disso. O meu pai fumou durante muitos anos, sempre à minha frente e eu nunca tive vontade de fumar. Já o meu irmão começou a fumar quando andava na escola (portanto, sem qualquer influência do pai) e deixou em determinada altura da vida dele.

Sim, existem várias coisas que as crianças vão aprendendo a fazer por verem os pais fazerem. Quer para o lado bom quer para o lado mau. Mas isso não quer dizer que isso se aplique ao extremo.

Se temos de educar as nossas crianças no sentido de evitar este tipo de vícios? Claro que sim. Se devemos elucidar as crianças do que é um cigarro, a que é que sabe, deixar experimentar quando a curiosidade é muita? Sim, claro que sim. Mas isso não quer dizer que a criança venha a fumar quando tiver idade para decidir. E não quer dizer que as mesmas vão atrás do vício que os pais possam ter.
Temos de sensibilizar sim, sem qualquer dúvida. Mas não deveríamos levar estas campanhas ao extremo e que se evitem comentários do género "que negligente fumar ao pé da filha..." Vamos pensar na mensagem que o video quer transmitir, vamos prevenir, sensibilizar e alertar os que nos são próximos, sejam eles fumadores ou não, sejam crianças ou não, para que evitem mais mortes por causa do tabaco. Sobretudo numa idade tão jovem.

Num mundo ideal "as princesas não fumam", nem os príncipes, nem os reis, nem as rainhas...

 Que acharam do vídeo?

sábado, 2 de junho de 2018

O VERÃO É NOSSO - Maria Leal


Vai, vai, vai, que o verão chegou... Assim começa a letra desta canção que tem dado que falar, não só da letra como da própria cantora.
Honestamente, a letra entra bem no ouvido e dá vontade de cantar, o senão é realmente ser desafinada e com funções motoras descoordenadas como se fosse uma marioneta (Atenção: sou um zero á esquerda no que toca na música é só a minha opinião). 😂😂😂

Agora a realidade, seja qual for a opinião de cada um ou os comentários, este single não deixa de ser falado como também é visto, só no youtube já tem mais de 800 mil visualizações e é sempre a facturar.

O que é certo é que nós causa um bocado de confusão o sucesso que esta mulher tem, existem tantos músicos que cantam bem, em português inclusivé e que não tem qualquer sucesso. Pelo contrário, não tem qualquer apoio para lançar os seus CD's e para promover o seu talento.

sexta-feira, 1 de junho de 2018

Dia Da Criança


Hoje celebra-se o dia da criança.

Ao contrário do que verifico hoje, este dia "no meu tempo" - como dizem os mais velhos - não era tão celebrado. Sim, havia actividades na escola desenvolvidas pelos professores e educadores. Mas, no seio familiar a data passava um bocado ao lado. Não me recordo de alguma vez ter recebido presentes nesta data, ou até de o ter passado com os meus pais.

Todos os dias são Dia da Criança, e por isso devemos tornar os dias das nossas crianças mais felizes, não só hoje mas sempre. Sejamos nós pais, avós, tios, primos.. sempre que existe a possibilidade de estarmos com elas, devemos sempre  tentar fazer desse momento um momento especial.
Sei que é fácil falar, no entanto, às vezes não é preciso muito. Basta dar-mos-lhes um bocado de tempo e atenção, esquecer tudo o que temos para fazer relacionado com a casa e com o trabalho, e claro alinhar nas brincadeiras que nos propõe...
A vida já é uma correria e tendencialmente, devido ao que temos para fazer no dia-a-dia, não aproveitamos da melhor forma com os nossos filhos, sobrinhos, etc.

Quanto a mim... tenho saudades dos tempos em que era criança, da minha inocência, de poder brincar na rua e com coisas que agora as crianças não acham piada, de não ter preocupações, de não ter responsabilidades, enfim... bons tempos!

Nunca me avisaram que crescer ia ser duro, ninguém me preparou para a complexa realidade de ser adulto. Não me disseram que não ia ser tudo cor-de-rosa, que iria ter de lutar por aquilo que quero, que iria ter de ser forte e que muitas das vezes me ia faltar o amparo. Não me preparam para a maldade que existe nas pessoas e no mundo.

Mas apesar disso, deram-me valores que na minha perspectiva são indispensáveis e deram-me ferramentas para ser a pessoa que sou hoje.
Apesar de adulta tenho ainda uma criança dentro de mim, que gosta de rir até doer a barriga, que gosta de "brincar" com os meus, que gosta de dizer piadas, que quando está com a sobrinha de 6 anos parece ter a mesma idade, que gosta de crer que não existe maldade, que vê a vida cheia de cor, que gosta de ver filmes de crianças, que gosta de sonhar...
Não deixem morrer a criança que existe em vós! 😋

Jardim Zoológico

Já havia a uns largos anos que não ia ao jardim zoológico, tenho fragmentos de algumas recordações nos tempos em que era criança e está totalmente diferente daquilo que recordo.

Fomos os três numa aventura, em que nos divertimos bastante, foi um dia cheio de novos conhecimentos e muito cansantivo. Exploramos o zoo em pedonal, no comboio e não podia faltar por meio aéreo, o teleférico.
Para uma familia ou mesmo com companheiros ou amigos é um dia bem passado em que poderão levar uma merenda, sentarem-se e relaxarem a ouvir o cantar dos pássaros. No meio do zoo  existem pavões a passear como se nada fosse.

Como não pode ser tudo bom...o zoo também tem algumas coisas de mau, para começar:

● O preçário: para uma família de três elementos ou mais sai bastante caro, não têm pacote de família. É uma pena porque acredito que haja familias que gostariam de ir com os filhos e não podem.

● As filas: bem há filas enormes para tudo, desde a entrada para comprar bilhetes, para almoçar, para apanhar o comboio, para apanhar o teleférico, para os espectáculos. Há filas para tudo que perdemos a noção do tempo de espera para tudo.

● Abuso: como se não bastasse o valor dos bilhetes, também temos pagar algumas actividades que disponibilizam: o comboio, os insufláveis, etc. A própria alimentação também é mais cara.

Tirando estes contras, não deixa de ser um dia bem passado com a criançada. Ah!!! Outra coisa o Jardim Zoológico faz este fim-de-semana 133 anos de existência.

Muitos parabéns 🎂