terça-feira, 11 de dezembro de 2018

Fora da Caixa XXII

Imagem Retirada da Internet
No sábado, depois de almoço, a avó deu à Ema um catálogo de brinquedos, vinha acompanhado com uma série de cartas para escrever ao Pai Natal.

A Ema agarrou na caneta, começou a escrever a carta, mas antes esteve a analisar o catálogo e colocar cruzinhas nas prendas que queria receber (seguramente mais de 10 prendas ahha). Passado um tempo a analisar, apercebemo-nos que não iria partilhar uma carta ao Salvador para fazer o mesmo.

Passado uns segundos, vira-se o Salvador:

- Oh Sandra! A Ema não está lá com grande espírito natalício!
- Então porquê?
- Não me quer dar uma folha!
- 😂😂😂

segunda-feira, 10 de dezembro de 2018

Wonderland 2018

Imagem Retirada da Internet
Wonderland, Wonderland... mais parecia um país da confusão.
No domingo os Piruças e a família decidiram visitar Wonderland em Lisboa. Decidimos ir pela manhã para evitar a confusão do trânsito dentro da cidade.
Ao chegar, por sorte ou azar a avenida que vai dar ao Maquês de Pombal estava cortada porque se lembraram fazer uma corrida não sei porquê nem do raios te parta.
Ao fim de 45 minutos a andar ás voltas (claro o Piruças não conhece Lisboa como a palma da mão) deixamos o carro no cú de Judas (porque desistimos de continuar de carro) e apanhamos o metro até ao destino.

Bem... finalmente ao destino.
Apesar, já estar cansado das voltas, ainda deu para visitar as barraquinhas de artesanato com outro ânimo... será? A resposta é não?

Se foi divertido?
Depende se para vocês o divertido é estar na fila seja para a roda gigante, seja para a pista de gelo, seja para a rampa de bóias, seja para o comboio de natal, seja para o carrossel, seja para... olha já nem vou falar de ir à casa do Pai Natal, durante 1 a 2 horas de espera em cada diversão, com filas enormes para podermos divertir com o mais pequeno.
A resposta é não! Foi do mais aborrecido e saturante para todos.

Já tinha ouvido falar no wonderland noutros anos e sempre ouvi que tudo era gratuito ou então falaram para o meu ouvido mouco. Ahah, rio me para não chorar.
Tudo bem ou não, os preços são uma pechincha... pois, pois... para uma pessoa até fica barato mas para uma família de quatro elementos fica caro... espera estou a ser irônico, fica bastante caro porque cada diversão têm um custo de 3€ e a roda gigante com custo de 4€, para não falar do combustível, portagens e refeição.

Tudo certo que ninguém nos obrigou, mas fizemos pelo mais pequeno e para podermos divertir como família.
Notamos e apercebemos que muitas famílias queixavam se do mesmo, seja pela demora e pelos preços exercidos para pouco tempo de diversão.

sexta-feira, 7 de dezembro de 2018

VA LÁ - Gimba

Olá Leitores!
Os Piruças descobriram esta música recentemente! Partilhamos convosco, ouçam e estejam atentos na letra!


Vá lá Portugal, toca a acordar!

quinta-feira, 6 de dezembro de 2018

Fora da Caixa XXI

Na terça-feira à noite, o meu filho estava a jogar  na consola e eu tentava acompanhar no jogo quando ele vira e diz:

- Oh pai, devo estar crescido!
- Crescido? Então porquê?
- Porque não está a apetecer jogar mais.

Um rapaz de oito anos... realmente já está crescido, só por ter este tipo de conversa. 😉

Imagem Retirada da Internet

quarta-feira, 5 de dezembro de 2018

Metidos Num 31!


No fim-de-semana passado Os Piruças foram assistir a uma peça de teatro chamada "Metidos num 31!".

SINOPSE:
Em Vilar dos Moços a sociedade é o centro do dia-a-dia da aldeia. São as conversas, os copos, os cafés, os esquecimentos e toda gente que por ali passa. Agora, a notícia da morte do senhorio e a chegada do herdeiro cheio de ideias de negócios abala toda a calmaria daquela aldeia.

O que fazer quando o novo proprietário da sociedade chega a Vilar dos Moços? Como impedir que a sociedade se transforme num alojamento local igual aos da grande cidade? Mentir. Ou melhor, embelezar a verdade. Pelo menos é assim que os habitantes de Vilar de Moços pensam e para salvar a colectividade são capazes de tudo, até de alterar a história de Portugal.

“Metidos num 31!” é uma comédia de situação, de enganos e mal entendidos sobre a força de vontade das pequenas aldeias e da importância das colectividades que hoje atravessam dificuldades para se manterem de portas abertas.

ACTORES:
Mário Júlio, Mónica Coelho, Tomás Formiga, Carlos Ramos, Rosário Narciso, João Paulo, Amélia Figueiredo, Rui Manel, Margarida Mascarenhas, Mauro Cebolo, João Taveira, Beatriz Dinis, Pedro Neves, Beatriz Lamarosa, Maria Inês Diniz e Inês Magalhães

PEÇA:
Frederico Corado e Vânia Calado

OPINIÃO:
Gostámos muito da peça, consideramos que estava bem escrita e as personagens intrepertaram bem os seus papéis. Foi possível ver um jovem actor com muito talento, que certamente vamos ouvir falar muito se seguir este caminho. Deu para nos divertirmos e rir com a história e com os habitantes de Vilar dos Moços. Fez-nos recordar algumas situações que surgem por habitarmos em terras pequenas.
O único aspecto menos bom da peça foi o facto dos actores não estarem a utilizar microfones e por isso houve momentos em que deixamos de ouvir devido ao barulho do público e outras em que tivemos dificuldade em perceber algumas falas devido á localização  dos atores no palco.
Com isto, a Piruças ficou com saudades dos tempos em que fez parte de uma peça de teatro eheheh.

AVALIAÇÃO: ⭐⭐⭐

segunda-feira, 3 de dezembro de 2018

Desafio: 50 Perguntas

Imagem Retirada da Internet
Olá leitores!

Os Piruças foram escolhidos para o desafio de 50 perguntas, pela blogger Vera Gomes com o seu blog Escadinhas.
Aceitamos o desafio, parece interessante e divertido por isso cá vai...

1 - O que mais odeias em ti?
O Piruças: O que odeio em mim é ter défice auditiva, derivado a uma doença infecciosa comum em crianças.

A Piruças: Odeio os meus pés.

2 - Peso?
O Piruças: Neste momento consegui engordar para 60kg, mas o objectivo é chegar aos 65kg.

A Piruças: Ahh isso não se pergunta! 72Kg.

3 - Se pudesses visitar qualquer lugar no mundo onde é que irias e por quê?
O Piruças: Se pudesse visitar um lugar, seria Cuba na América Central. Acho que é um país simples, colorido pelos edifícios e antigo pelos automóveis. Parece ter uma certa magia.

A Piruças: Gostava de ir a África. Por vários motivos, mas principalmente para conhecer e ajudar no contexto educativo de lá.

4 - A última coisa que te fez chorar?
O Piruças: Conversa delicada sobre assuntos pessoais.

A Piruças: Eu sou uma chorona ahahah foi a despedida de uma colega de trabalho na quinta-feira.

5 - Se pudesses voltar atrás no tempo, o que mudarias?
O Piruças: Não permitira algumas coisas terem ido longe demais.

A Piruças: Não permitia que algumas pessoas entrassem na minha vida e que me fizessem tanto mal.

6 - Eu não vou morrer sem…
O Piruças: Sem ter uma filhota.

A Piruças: Pergunta difícil... sem... viajar! Muito!

7 - Quanto tempo levas para ficar pronta para sair?
Os Piruças: Ambos demoramos entre 30 a 40 minutos.

8 - Último lugar que estiveste?
Os Piruças:  Centro Cultural do Cartaxo.

9 - Comida favorita?
O Piruças: Cozido à Portuguesa.

A Piruças: Sou uma comilona. Tenho vários pratos preferidos. Bacalhau com natas, Lasanha e Arroz de Marisco eheheh.

10 - Comida que não comes de forma alguma?
O Piruças: Açorda.

A Piruças: Favas.

11 - Música do momento?
O Piruças: "Paraíso" - Diogo Piçarra.

A Piruças: "Mágico" -  Diogo Piçarra.

12 - Vivo perdendo…
O Piruças: Crescimento do meu filho.

A Piruças: A paciência ahahah.

13 - Uma frase…
O Piruças: "Não deixes para amanhã o que podes fazer hoje".

A Piruças: "Não faças aos outros o que não gostavas que te fizessem a ti".

14 - Último concerto a que foste…
Os Piruças: Matias Damásio.

15 - Última mensagem no whatsapp?
Os Piruças: Não costumamos utilizar o whatsapp com frequência.

16 - Última vez que te stressaste?
O Piruças: A semana toda no local de trabalho.

A Piruças: Hoje o dia todo com o Piruças 😠.

17 - Tira uma selfie e mostra


18 - Uma música com a palavra AMOR
Os Piruças: Xutos E Pomtapés - Para Sempre.


19 - O que é feio, mas que tu achas bonito?
O Piruças: Bocejar.

A Piruças: Espreguiçar.

20 - Mostra a última foto do teu instagram


21- Uma frase que a tua mãe diz sempre
O Piruças:“Casa onde não há pão, todos ralham e ninguém tem razão”.

A Piruças: "O que não mata engorda".

22- Eu estou...
Os Piruças: Com sono!!

23 - Eu sou...
O Piruças: Bom. 😂😂

A Piruças: Distraída e desastrada!

24 - Eu quero…
O Piruças: Ser rico.

A Piruças: Passar mais tempo útil com os que amo.

25 - Ser amigo é...
O Piruças: Ajudar e estar presente nas horas más.

A Piruças: É muita coisa... é ouvir, é respeitar e apoiar.

26 - Quando morreres...
Os Piruças: Vamos deitados.

27 - Um livro?
O Piruças: "O Homem Da Noite" - Mo Hayder.

A Piruças: "Queimada Viva" - Souad.

28 - Um filme?
O Piruças: "A Vida É Bela".

A Piruças: "Diário da Nossa Paixão".

29 - Uma meta a cumprir este ano?
Os Piruças: Já cumprimos todas aquelas a que nos propusemos.

30 - Queria ser uma formiga para…
O Piruças: Levantar pesos sem ir ao ginásio.

A Piruças: Para ouvir o que dizem de mim sem eu saber ahah.

31 - Calças ou vestidos?
O Piruças: Calças, obviamente!

A Piruças: Calças.

32-O que te faz feliz na TPM?
O Piruças: Isso é alguma coisa que se coma? ahahah

A Piruças: Chocolateeeeesss, GOMASSSS!!!

33-Ser feliz...
O Piruças: É ter uma família e um lar.

A Piruças: É um conceito muito vago... ainda só conheço o estar feliz momentaneamente.

34-Queria ser...
O Piruças: Menos exigente.

A Piruças: Uma pessoa mais descontraída.

35 - Queria ter...
O Piruças:  A minha própria habitação.

A Piruças: A minha própria família construída.

36 - Se eu fosse homem (mulher)...
O Piruças: Se fosse mulher seria mãe.

A Piruças: Não deixava o tampo da sanita levantado ahah.

37 - Uma pessoa que tens de/queres conhecer pessoalmente
O Piruças: Angelina Jolie.

A Piruças: Manuel Luís Goucha.

38 - Cerveja é…
Os Piruças: Pouco apreciada por nós.

39 - Na noite passada...
Os Piruças: Fomos ver uma peça de teatro "Metidos num 31".

40 - Poderia ficar horas...
Os Piruças: Ficar agarradinhos no sofá a ver séries.

41 - Uma careta…


42 - O teu lema?
O Piruças: Sê verdadeiro!

A Piruças: Põe o melhor de ti em tudo o que fazes.

43 - Morres de medo de...
O Piruças: Morrer e não ver o crescimento do meu filho.

A Piruças: Não viver a vida ao máximo.

44 - Darias tudo para...
O Piruças: Para que não houvesse fome no Mundo.

A Piruças: Para que não faltasse nada aos meus.

45 - O teu maior defeito que é uma grande qualidade?
O Piruças: Exigente.

A Piruças: Teimosia.

46 - A tua maior qualidade que é um defeito?
Os Piruças: Acreditar que todas as pessoas são boas.

47- Uma blogger que tu admiras e 3 qualidades dela?
Os Piruças: A blogger que admiramos é a Susana Fonseca do blog Mãe Como Tu.
Não conhecemos as qualidades todas, mas o que achamos é que é uma pessoa simples, cómica e escreve bem.

48 - Que horas são?
Os Piruças: 1h55m.

49 - 5 palavras com a letra V?
Os Piruças: - Viver
                     - Vencer
                     - Ver
                     - Verdade
                     - Vitória

50 - Indique 5 pessoas para essa TAG!

Os Piruças: - Ela, Ele e Eu
                     - Ela e ele, Ele e ela
                     - O Meu Reino da Noite
                     - A Titica
                     - A Mãe Como Tu

Por nós colocavamos mais blogs, mas fica para uma próxima.
Os Piruças divertiram-se com este desafio, rimos com algumas respostas que colocavamos ou melhor o que imaginávamos, deu para puxar um pouco pela massa cinzenta mas acima de tudo foi muito divertido.
Esperemos ver as respostas dos nossos selecionados.

BOA SORTE!

quinta-feira, 29 de novembro de 2018

Recordações

Imagem Retirada da Internet

Para muitos é uma caixa de recordações, outros uma mala, também quem chame mochila, mas para mim vejo como baú de recordações, com ornamentos, velho, gasto do tempo e dentro com divisões para todo o tipo de recordações.
Armazena todo o tipo de recordações, desde de boas a más, desde amigos a família, desde passeios a viagens. Todo o tipo de recordações que queiramos guardar.

A vida tal como é, e só assim se torna interessante, é feita de recordações. Há umas que ficam para o resto da vida, há outras que temos de por no fundo e esquecer que existem!

Todos temos uma recordação ou outra, que é difícil colocar no fundo, ou porque não queremos ou porque se torna difícil de apagar da nossa memória. Vão passando os dias, semanas ou até meses, essas recordações vão atormentando e assombrando as nossas vidas.

Parecendo que não,  faz com que seja difícil prosseguir a nossa caminhada.
Faz-nos criar barreiras, carenciamos de felicidade e torna-se difícil de criar novas recordações. Tornamo-nos zombies tal é a dormência no cérebro que nos faz perder nos dias ou locais.

Bem... por mais que custe, está na hora de colocar essas recordações no fundo do baú, colado, agrafado, amarrado e com alguns pesos em cima, para podermos prosseguir na vida.
Para podermos ser livres, sem ter que olhar para cima do ombro e ver o vulto dessa recordação que atormenta.
Está na hora de prosseguir com novas recordações de ânimo leve como de uma brisa fresca que bate na cara.
Está na hora de ser feliz e começar a deitar as barreiras abaixo não de uma vez mas aos poucos.

Está na hora... sim, na hora de novos clicks de memória!

quarta-feira, 28 de novembro de 2018

MÁGICO - Diogo Piçarra

Olá olá!
E porque já estamos a meio da semana deixo uma músiquinha, o meu vício dos últimos dias! 😃


Mágico o que a vida nos trouxe é tão mágico
Juntou o que foi feito para ser mágico
E se acabar eu direi que foi mágico, mágico
Quem te deixou assim
Nunca soube sentir
O que há dentro de ti é mais que o universo
Se as estrelas podem dar
(...)

Hoje encontrei-te aqui, também eu me perdi
Mas sei que juntos assim
Não há trevas que me impeçam
De te fazer brilhar
Porque é mágico o que a vida nos trouxe é tão mágico
Juntou o que foi feito para ser mágico
E se acabar eu direi que foi mágico, mágico
(...)

segunda-feira, 26 de novembro de 2018

Lado Cor-de-Rosa

Foto D'Os Piruças
Olá Leitores!

Que tal o vosso fim-de-semana?
O nosso, para variar, passou a correr. 

Há uns tempos estávamos a ler posts de outros blogues e vimos um comentário referente aos blogues de casais que dizia algo do género:

"Os blogues de casais só mostram o lado cor-de-rosa da relação..."

Ora, nós sabemos que a maioria dos portugueses gostam de novelas, de reality shows e de revistas cor-de-rosa. Vejamos, quando criámos o blogue não pretendíamos demonstrar que somos perfeitos, porque não o somos. Mas, também não pretendemos vir "lavar roupa suja" para aqui!
Se existe situações menos bonitas ou mais tristes que poderemos vir a partilhar? Claro que sim, mas nunca no sentido de expor os motivos das nossas zangas ou de transformar este blog, que na nossa opinião está tão "bónitinho e fófinho", numa novela mexicana traduzida para português ahah.

Nós, Os Piruças, também nos zangamos, aliás podemos dizer que temos os dois feitio muito complicado, também nos desiludimos um com o outro, também temos as nossas birras, também ficamos tristes, também temos os nossos dias, como todas as pessoas ou casais. Não somos nem melhores nem piores, somos apenas nós.
Se podemos postar as nossas discussões como se fosse um relato de futebol? Podíamos sim, mas achamos que não vos iria acrescentar em nada na vossa vida e a nós também não iria servir nada expor!

Preferimos manter o blog como ele está (sempre foi esse o objectivo), vamos partilhando situações do nosso dia-a-dia que vos façam rir, vamos partilhando as nossas opiniões, vamos postando algumas actividades, reflexões ou inspirações. Isto sim, é enriquecedor para vocês.

Para problemas e esses afins está o Mundo cheio, queremos é dar uma leitura que não seja de todo aborrecida e que vos deixe animados por uns minutos.

Esperamos que gostem do que tem sido o nosso blog. Nós gostamos de partilhar convosco um pouco da nossa intimidade.

sexta-feira, 23 de novembro de 2018

Fora da Caixa XX

Nesta manhã o meu filho estava a queixar numa parte da zona do corpo. Pedi para mostrar, mexi para ver se lhe doía ou se tinha um edema.
Quando eu disse:

- Filho não sinto alto nenhum e não vejo nódoa negra. Isso passa!
- Oh pai, gostei dessa palavra!
- Qual palavra filho?
- Isso passa e não é que passou, pai!

quinta-feira, 22 de novembro de 2018

Fora da Caixa XIX

Resultado de imagem para lábios a dar beijinho
Imagem Retirada da Internet
No fim-de-semana, no final do almoço de família, fomos despedir-nos da família. Mas reparei que a sobrinha linda não ia despedir-se do Piruças.

- Ema, porque não dás um beijinho ao Pedro?
- Porque o nome dele ainda não está na minha lista dos beijinhos!

Esta miúda leva demasiado a sério a mensagem de não dar confiança a todas as pessoas 😂😂😂

quarta-feira, 21 de novembro de 2018

Casados à Primeira Vista

Olá Leitores!
Como está a ser a vossa semana?

Hoje venho falar do programa "Casados à Primeira Vista". Algum de vós tem acompanhado?

Resultado de imagem para casados a primeira vista sic
Imagem Retirada da Internet
Comecei a acompanhar o programa porque vi alguns episódios da versão australiana e fiquei com a curiosidade de saber como seria a versão portuguesa. Faz-me alguma confusão as pessoas inscreverem-se neste tipo de programas. Respeito quem o faz e os motivos que justificam a participação nos programas mas muito honestamente não consigo compreender.
Faz-me uma certa confusão a relação começar "ao contrário". Isto porque, eles estão a casar com alguém que nunca viram, que não sabem como é e que têm de lidar como se conhecessem desde sempre. Para nos relacionarmos com alguém tem de haver de início alguma empatia. E é isso que acho arriscado, a ciência pode dizer que X é compatível com Y, mas pode falhar a parte da empatia, do interesse no momento em que se cruzam com os/as parceiro/as no altar.
Depois existe ainda outra questão: parece que os participantes colocam uma enorme crença no processo de escolha do/a parceiro/a que se esqueceram que não é só a compatibilidade que importa. Tal como numa relação dita normal, é preciso trabalhar, não é chegar ali estalar os dedos e as coisas passam a ser como idealizamos. É preciso tentar conhecer o parceiro/a, despertar o seu interesse, proporcionar momentos que o/a façam gostar da sua personalidade, comunicar, ser verdadeiro.
Dos casais que estão a participar os que acho que podem resultar é o Luís e a Graça, porque os pontos negativos que foram surgindo no início do programa estão a ser trabalhados pelos dois. Ele mostrava-se muito conservador e tem trabalhado para se ajustar um pouco ao que a Graça é. No que diz respeito ao Daniel e Daniela, ainda estou um bocado na dúvida, acho que as sombras do passado da Daniel vão deitar tudo a perder. Quanto aos outros pares, não me parece que vá resultar, têm interesses e maneiras de estar na relação muito diferentes.

E vocês? Acompanham o programa? Que acham?

terça-feira, 20 de novembro de 2018

Fora da Caixa XVIII

Num destes dias de manhã, peguei no meu filho ao colo e disse:

- Filho estás a ficar muito pesado para ires ao colo.
- Oh pai, estou pesado porque vejo muitos videos.
- 😆😆😆

Obs.: Ando eu a tentar ganhar uns quilitos e sem sucesso... está visto o porquê!

Imagem Retirada da Internet

domingo, 18 de novembro de 2018

Refúgio D'El Rei

Olá 😁

Os Piruças foram jantar ao Refúgio D'El Rei. Restaurante este fica situado na rua principal de Vila Franca de Xira junto ao Largo da Câmara.
Na entrada encontramos um grande quadro com menção da ementa do restaurante.

Foto D'Os Piruças

Ficámos logo com a água na boca. Fomos bem recebidos, devido à hora que chegámos a casa ainda estava pouco movimentada.
Para entrada escolhemos Patê de Atum com ervas aromáticas acompanhado com pão caseiro e pão de milho. Divinal! Não podíamos ter feito melhor escolha. O patê era diferente de todos os que provamos até hoje.

Para o manjar a escolha da Piruças foi Bacalhau D'El Rei (com molho bechámel, cogumelos, bacon e espinafres) e o Piruças Bife à D'El Rei (com natas, molho de café e ovo estrelado).

Foto D'Os Piruças
Foto D'Os Piruças

Que belo manjar este. Ambos gostámos da escolha que fizemos! O prato de bacalhau era super saboroso e o bife tinha um molho divinal.
Como o Rei também era guloso terminamos com um Doce à D'El Rei, que no fundo era o doce maravilha.

Fomos atendidos por uma equipa bem disposta e brincalhona. Um dos empregados recorria sempre a uma "colinha" (palavra usada no Brasil que em Portugal significa cábula) para nos descrever os ingredientes que compunham as várias opcões 😂

No final, a pedido do Rei foram buscar a conta e os valores apresentados nao fugiram ao esperado.

Foto D'Os Piruças

sexta-feira, 16 de novembro de 2018

Estratégia

Olá Leitores! 😃

Hoje partilho convosco uma notícia partilhada pelo Correio da Manhã.
Não, não é sobre o Bruno Carvalho, nem sobre um crime macabro! Não tem nada a ver com o tipo de histórias que este jornal nos vai habituando. Muito pelo contrário!
Partilho por achar que pode ser uma mais valia.

A história passa-se com uma criança de 10 anos, nos Estados Unidos, que é abordada por um senhor que lhe diz que tem de ir embora no seu carro uma vez que houve um grave acidente. Acontece que, os pais combinaram com a menina uma palavra passe para recorrer neste tipo de situações. Ou seja, se efectivamente eles pedissem a alguém para a ir buscar, essa pessoa teria se saber a palavra passe combinada! Se não sabe a palavra passe então é porque não foi um pedido dos pais!

Imagem retirada da Internet
Por vezes alertar com as velhas máximas de "não se fala com estranhos" e "não se aceita coisas que pessoas que não conhecemos" não é suficiente! Até porque em determinadas situações as crianças podem não saber como agir! É importante definir uma estratégia para a criança saber o que fazer se for abordada por alguém com más intenções!

Acharam uma boa sugestão?

Pelo menos foi uma história com final feliz!

quinta-feira, 15 de novembro de 2018

Separações

Imagem Retirada da Internet
Olá caros amigos!

Como vivemos num meio pequeno acabamos por presenciar várias coisas e ouvir histórias com maior facilidade de que noutros locais.
O post de hoje vai ser sobre um assunto, provavelmente maioria já passou, está a passar ou já presenciou a história de amigos, familiares, conhecidos..! O assunto é sobre separações entre casais.

Há separações amigáveis, outras não, e há aquelas que nem sim nem sopas. Não perceberam? Nós explicamos.

Casais que se separam porque o X ou o Y traiu com um amigo/a e quando o "EX" parceiro/a que traiu, acha que a outra pessoa não pode arranjar outro/a parceiro/a. A vida continua apesar de haver baixas psicológicas e ou até físicas, infelizmente tem de seguir.
Por vezes é tão penoso! Não bastava o/a "EX" dificultar a vida, como por vezes existe filhos pelo meio... aí é que a coisa se complica. Parece-se então numa disputa de um brinquedo como se fossem crianças e a fazer queixinhas aos papás.

Adiantando... temos visto nas notícias ou por vezes ouvimos, agressões após separação ou mortes, ou difamações, ou ofensas verbais.
Para nós há coisas mais absurdas que outras. Sim, acreditamos que o ódio é tanto que querem fazer justiça com as próprias mãos.
Sinceramente, há situações que eram bem merecidos... se é solução?! Claro que não é. Devemos ter paciência porque existe a lei do retorno, cedo ou tarde vão sempre pagar... ou não!

Agora também temos de ver uma coisa, que maioria se esquece!
Quando um casal se separa seja o motivo que for, a culpa é dos dois (por vezes um mais que o outro), logo há duas versões.
Hum... há duas versões... para quê ouvir as duas se uma basta para poder julgar! (Isto era eu a falar com os meus botões).

Continuando...(desculpem estas pausas mas temos de parar para pensarmos um pouco) como as conversas são como as cerejas e todos gostam, querem saber o motivo para poderem dizer:

                - Aquele/a malandro/a.
                - Não tem vergonha nenhuuuma!!!
                - Onde andava com a cabeça!

As notícias espalham-se e bem, mais rápido que o Correio da Manhã.
Mexericos aqui, mexericos acoli, passa a palavra e quando vamos a ver acrescentaram muitos pontos ao conto.
Desse conto passa a ser as notícias CMTV 24h sobre 24h acrescentado mais drama à história.

Depois como não chegasse, o/a EX (crianças tapem os olhos!!) que fez a MERDA, tem de embelezar a história!

               - Embelezar a história como assim?

Sim, é isso! Quem é a pessoa que faz porcaria, que sabe que a fez e vai admitir?! Ninguém, claro! Então tem de fazer tudo por tudo para parecer que o/a parceiro/a é que fez a borrada toda.
Hãn... simples não? Assim torna-se mais interessante e barato do que a Revista Maria.

E vocês? Já presenciaram uma situação assim?

sábado, 10 de novembro de 2018

Uma Vida


Foram 15 anos de muitas aventuras estando ao teu lado. Nesses anos todos contigo aprendi amar, a perdoar também ensinei. Tivemos momentos bons outros maus, altos, baixos, momentos felizes outros inesquecíveis, outros nem falando.
Conheci lugares, pessoas, ganhei e perdi amigos, enfim...
Durante estes anos o amor foi crescendo, gerando um fruto nosso, no qual tenho orgulho ser pai, a melhor experiência que um homem pode ter, nada iguala tal prazer.
Chegou ao fim esse amor por motivos que ainda desconheço ou quero desconhecer, o que é certo é que não deu certo e a vida continua...
Esse fim, foi doloroso a angústia foi crescendo, as horas foram tornando em dias, os dias em semanas, as semanas em meses. Foram horas a fio de pensamentos incertos e sem saber o que fazia neste mundo, num dia tinha tudo e noutro dia perdera tudo.
Os dias solarengos, tornaram se em dias cinzentos e nublados com trovoadas, sentia o peso de amargura nos ombros, onde parecia que estava no fundo de um poço escuro, no meu interior gritava por socorro e via passar as sombras mas ninguém acudia ao meu pedido.
Já não tinha fôlego para mais, baixara os braços e tinha desistido, foi nesse momento que nada valia a pena que surgira pessoas que não eram nada, apenas conhecidos. Conhecidos esses tornaram se amigos... quando digo amigos são amigos a sério que apoiam, que dão nas orelhas, dão o ombro para chorar e que perdem o seu tempo para ouvir os desabafos.
A família também esteve presente e nunca deixou faltar nada, mas não quero que sofram por mim, quero sim que me apoiem e que digam que tudo vai correr bem e que encaminhem para a direcção certa.
Nesses meses todos com um coração duro como uma pedra, gélido como um bloco de gelo, desnutrido de sentimentos, sem sentir os seus batimentos cardíacos, pensar que não seria feliz, nem ia encontrar alguém com a ferramenta certa para esculpir e preencher o vazio com novos sentimentos.
Quando menos esperava e sem esperanças... surgiu uma pessoa que aos poucos conseguiu descongelar o meu coração com os seu abraços, esculpir o coração com as suas palavras, despertar os batimentos cardíacos com os seu beijos. Com a sua sabedoria fez acreditar que o amor e a felicidade é possível voltar a sentir... sinto me vivo. Vou preencher o meu coração com novos sentimentos, com novas esperanças, vou começar do zero, vou conhecer novos amigos, vou ter novas aventuras, aprender a amar outra vez, criar novos projetos e continuar com os meus objectivos.

Observação: Foi um acontecimento insólito, que se passou na vida d'O Piruças em 2017, precisava de escrever a angústia que sentia.
Acreditem que não foi fácil escrever, foram dias, escrever, apagar e escrever até achar as palavras certas para fazer sentido a esta inspiração.

Como nunca é demais agradecer... quero agradecer a minha família, amigos e á pessoa que fez acreditar de novo (A Piruças).

sexta-feira, 9 de novembro de 2018

A Rapariga No Gelo

Olá olá! 😊

Enquanto o Piruças estava de volta do livro Heresia eu li A Rapariga No Gelo!

Foto d'Os Piruças
Autor: Robert Bryndza
Título Original: The Girl In The Ice
Editor: Alma Dos Livros
Género: Romance

SINOPSE:
Quando um rapaz descobre o corpo de uma mulher debaixo de uma espessa camada de gelo num parque do sul de Londres, a inspetora-chefe Erika Foster é imediatamente chamada para liderar a investigação. A vítima, uma jovem bela e rica da alta sociedade londrina, parecia ter a vida perfeita. No entanto, quando Erika começa a investigar o seu passado, vislumbra uma relação entre aquele homicídio e a morte de três prostitutas, encontradas estranguladas, com as mãos amarradas, abandonadas nas águas geladas de outros lagos de Londres.
A sua última investigação deu para o torto, e agora Erika tem a carreira presa por um fio. Ao mesmo tempo que luta contra os seus demónios pessoais, enfrenta um assassino altamente mortífero e que se aproxima tanto mais dela quanto mais próxima ela está de expor ao mundo toda a verdade. Conseguirá Erika apanhar o assassino antes de ele escolher a próxima vítima?

OPINIÃO:
Nunca tinha lido nada do autor. Comprei o livro numa daquelas promoções do Continente em que tinha X em cartão para gastar nesse dia. O livro chamou-me a atenção e já tinha ouvido colegas de trabalho a falar sobre ele. Foi uma boa surpresa. É daqueles livros que queremos devorar e chegou uma altura do livro que se pudesse não comia, nem trabalhava para chegar ao final do livro. 
O livro apresenta uma boa história e o final surpreende mesmo! Nunca no decorrer do livro me ocorreu que o assassino fosse quem foi!

MENSAGEM DO LIVRO:
O Poder está acima de tudo, até mesmo do amor à nossa família.

AVALIAÇÃO: ⭐⭐⭐⭐⭐

P.S.: - Estou desejosa de ler novas aventuras da Inspectora Erika Foster (Sim! Porque para mal dos meus pecados já vi que existem mais livros do autor com a mesma personagem! 😂 )

quarta-feira, 7 de novembro de 2018

Dia de Finados

Olá Leitores 😊

Imagem Retirada da Internet
E porque na semana passada foi o Dia de Finados deixamos esta imagem que nos deixou a reflectir. 
De facto, existem valores muito importantes que têm vindo a morrer na sociedade em que vivemos. Cada vez mais, todos dias, nos deparamos com exemplos concretos disso mesmo. 
Concordam?

terça-feira, 6 de novembro de 2018

Heresia

Foto d' Os Piruças 

Autor: S. J. Parris
Título Original: Heresy
Editor: Civilização Editora
Género: Policial e Thriller

SINOPSE:
A estreia do monge Giordano Bruno, mágico, cientista e herege, numa nova série de thrillers históricos para fãs de C. J. Sansom e da Inglaterra da época de O Nome da Rosa.

Inglaterra, 1583. Um país inundado pela paranóia e pela conspiração, mas um porto de abrigo para um monge radical em fuga. Giordano Bruno, com as suas teorias de astronomia, fugiu da Inquisição para a corte de Isabel I. Ali, atrai as atenções de Francis Walsingham, chefe dos espiões e inimigo dos conspiradores católicos. Bruno é infiltrado na Universidade de Oxford, que se crê ser um antro de dissidentes franceses. Rapidamente Bruno dá por si envolvido nas intrigas do colégio universitário e distraído por uma bela jovem. Pouco depois, começa a investigar uma série de assassinatos horríveis, relacionados entre si por cartas com pistas. As cartas sugerem que as vítimas eram culpadas de heresia. Mas estará Bruno a ser ajudado ou induzido em erro, ou será ele o próximo alvo? Perseguindo um assassino astuto e determinado pelos claustros sombrios de Oxford, Bruno apercebe-se de que nem sempre os sábios conseguem distinguir a verdade da heresia. Mas alguns estão prontos a matar por ela!

OPINIÃO: 
Comprei o livro com 50% de desconto no Minho Center Braga, quando Os Piruças estiveram de férias.
Já ouvira falar desta autora, mas ainda não tinha lido obras da S.J.Parris até agora.
Na minha opinião é um livro bastante bom, interessante, convida o leitor a ler com entusiasmo. História repleto de mistérios, desconfianças e crimes relacionados com a religião.
Para quem gosta de género policial, certamente vai gostar deste livro, uma história que baseia-se no século XVI, quando as igrejas disputavam as suas religiões.

AVALIAÇÃO: ⭐⭐⭐⭐

segunda-feira, 5 de novembro de 2018

Dia Mundial do Cinema

Imagem retirada da Internet
Olá Leitores 😊
Dizem que hoje é o Dia Mundial Do Cinema!

Como já devem ter reparado nós, Os Piruças, gostamos muito de ver filmes. Se pudéssemos todas as semanas íamos ao cinema. Como nem sempre dá... ficamos em casa no quentinho da nossa manta e sofá.
No Dia Mundial do Cinema vamos deixar-vos dois nomes de filmes que ambos gostamos e que até hoje continuam a fazer parte da nossa lista de preferidos.

A escolha do Piruças: "A Vida É Bela"


Sinopse - Em 1938, na região italiana da Toscânia, o simpático judeu Guido apaixona-se por Dora, um professora que está noiva de um funcionário local. Guido, porém, não desiste até ao momento do casamento de Dora que acaba por fugir, em plena cerimónia, com o seu "delicioso cavaleiro andante". Durante cinco anos vivem felizes na companhia do seu delicioso filho Giosuè até que as medidas de perseguição e detenção aos judeus são implementadas na Itália. Guido e Giosuè são deportados para um campo de concentração e Dora decide acompanhá-los. Pai e filho ficam juntos e durante todo o tempo de prisão Guido, de forma engenhosa e com o auxílio dos outros prisioneiros, convence o garoto que estão num campo de férias a jogar um longo e emocionante jogo. Guido consegue transformar cada momento de humilhação, repressão e violência em hábeis situações do suposto jogo em que o garoto vai participando divertido. Finalmente, já perto do fim, Guido morre para salvar o filho, que se reúne à mãe no dia da Libertação.

A escolha da Piruças: " E.T - O Extraterrestre"


Sinopse - A história da amizade entre um extra-terrestre perdido na Terra e um menino de 10 anos que o esconde em casa, procurando evitar a todo o custo que ele seja capturado e transformado numa cobaia pelos serviços secretos americanos e ajudando-o, finalmente, a regressar a casa.

E vocês? Gostam de ir ao cinema? Quais os filmes que vos marcaram?

Que filmes esperam ir ver ao cinema? Nós estamos super curiosos para ir ver um filme português: "Pedro e Inês"

sexta-feira, 2 de novembro de 2018

Pollo - Vagalumes

E porque o céu hoje está muito cinzento deixamos uma canção boa onda para animar um bocadinho!


"Se eu tô contigo não ligo se o sol não aparecer
É que não faz sentido caminhar sem dar a mão pra você"

quinta-feira, 1 de novembro de 2018

Oh Chuva


Oh chuva, chuvinha
Com os seus pingos,
Grossos ou fininhos.
Assenta o pó,
Desta alma turbulenta.
Assenta a saudade
Que teima em ficar.
Assenta a dor que arde,
No peito frágil.
Assenta a tristeza,
Dos dias escuros.
Assenta chuva,
Com os seus pingos.
Sejam grossos ou fininhos,
Mas assenta...

Pedro Rosário 

quarta-feira, 31 de outubro de 2018

Halloween

Imagem Retirada da Internet
Olá amigos leitores!

Os Piruças, vão falar num tema muito interessante e que provavelmente vocês devem desconhecer a origem desta celebração (nós desconhecíamos alguns factos).

Halloween o que se sabe sobre a sua origem, pouco tem a ver com o significado moderno que esta festa adquiriu. Não é de origem de Norte-americana, mas acredita-se que tem raizes na Europa há muitos séculos atrás em festival Celta "SAMHAIN", que assinalava o "FIM DO VERÃO".

Em Portugal o dia está associado ao "DIA DE TODOS OS SANTOS", ficou marcado pelas celebrações do "PÃO POR DEUS", historicamente associado ao terramoto 1755.

Seguindo a origem... o "Samhain" festejava-se o último dia das colheitas e davam as boas vindas ao Inverno. Também era comemorado a passagem do ano Celta, que tinha início no dia 1 de Novembro.

Neste dias também era celebrado os Mortos, acreditavam que os mortos reencontravam-se, com os seus entes queridos vivos, juntos ceavam e festejavam.
A festividade convidava a que acendessem luzes para que os espíritos  não se perdessem.
Os vivos disfarçavam-se para enganar os espíritos malignos, fazendo-se passar também eles por espíritos.

Durante a Cristaniazação, a festividade acabou por ser adoptada e convertida num evento religioso.
O Papa Gregório IV (827-844), foi quem declarou oficialmente, o 1 de Novembro como sendo a festa de Todos os Santos.

No Reino Unido, mais precisamente na Escócia, o Halloween começou a partir do século XVI como "ALL HALLOWS DAY" (Dia de Todos os Santos) e a noite anterior "ALL HALLOW EVE" (Véspera de Todos os Santos). Daqui terá derivado o seu nome actual Halloween.

Em 1840 a tradição chega aos Estados Unidos da América por emigrantes Irlandeses.

CURIOSIDADE: A tradição Halloween era passada de geração em geração,  uma vez que não existia nada escrito sobre este festejo.

ACTUALMENTE

As crianças usam disfarces e batem nas portas das casas, dizendo a tradicional frase:

"DOCE OU TRAVESSURA"
(TRICK OR TREAT)

A brincadeira consiste em pedir doces, ameaçando cometer uma travessura a quem negar as guloseimas. 
Neste dia, as casas e as ruas ficam decoradas com temas sombrios (bruxas, caveiras, múmias, vampiros, fantasmas e etc).
Uma das marcas mais emblemáticas da festa são as abóboras cortadas, parecendo um rosto assustador, com velas dentro.

TRADIÇÕES, FANTASIAS E SÍMBOLOS 

● O pedido de doces realizado pelas crianças, está relacionado com a antiga tradição Celta. A forma de afastar os espíritos malignos, eram oferecidos comida. As mulheres Celtas faziam um bolo chamado de "BOLO DA ALMA".

● A vela dentro da abóbora vem da tradição folclore da Irlanda e está relacionado com a figura de "Jack da Lanterna". No entanto, na história original a abóbora era um nabo.
Jack era um alcoólatra que, enganou o diabo, para conseguir escapar do inferno. Ao morrer não foi aceite no Céu, de modo que a sua alma passou a vaguear pelas noites, usando uma lanterna para iluminar o caminho. A lanterna era feita com um nabo.

● Na América, tendo em conta a abundância de abóboras na época da festa nos Estados Unidos, ficou como decoração da festa.

FONTES:
● Notícias Universia
● Toda Matéria 
● BBC

Imagem Retirada da Internet

terça-feira, 30 de outubro de 2018

Domingar

Olá amigos...

Os Piruças no domingo á tarde, fizeram um serão diferente! Por motivos de escassez monetário (não sabemos se o mês de Outubro anda a procriar semanas 😂😂), como também por estar bastante frio, sabe bem é estarmos enrolados no cobertor...decidimos ver um filme em casa.
Bem... a questão aqui é que o Piruças quis fazer a vontade ao bichinho (adoro filmes de terror), chegou a minha vez, claro de escolher o filme. O filme escolhido foi o Terrifier.
Não pode só ser filmes de romances à escolha da Piruças. 
Em contrapartida a Piruças tem pavor a filmes de terror. Durante o filme todo a Piruças tapou os olhos debaixo do cobertor quando surgia as cenas mais horrendas. 

Enquanto tapava os olhos, dizia com voz de aflição:

- Já está? Já posso ver?... e agora já está?!...

Deixamos o trailer em baixo, para que possam espreitar!

segunda-feira, 29 de outubro de 2018

Fora da Caixa XVII

Ontem de manhã estávamos a ver uma das séries que seguimos, o Chicago Fire.
O Salvador estava ao nosso lado no sofá entretido com os seus jogos... até que de repente:

- Sandra, o que é que estás a fazer?
- A ver a série com o pai.
- Sandra não podes ver isso! O pai é que é bombeiro é que pode ver!
- 😂😂😂

Imagem Retirada da Internet

terça-feira, 23 de outubro de 2018

Outubro Rosa (Projecto "Escreve-te")


Olá Leitores!

Este texto vem no seguimento dos Piruças se juntarem ao Projecto "Escreve-te".
O tema escolhido para ser abordado este mês pelos membros do projecto é "Outubro Rosa".

Certamente já deverão ter ouvido falar nesta campanha, mas para contextualizar a mesma nasceu nos Estados Unidos, Nova Iorque, em 1990 com a Fundação Susan G. Komen For The Cure que promoveu uma corrida com o objectivo de sensibilizar para a existência do cancro da mama e de angariar fundos.
Se repararem - para os mais distraídos - durante este mês, os laços cor-de-rosa alastram-se, pelos mais diversos locais, com o objectivo de apelar para a temática da prevenção e diagnóstico precoce do cancro da mama.

Este tema é-me muito sensível porque há cerca de 10/12 anos atrás vi a minha maior referência passar por este pesadelo. Tinha entrado na faculdade há pouco tempo quando a minha avó num exame de rotina foi alertada que algo não estava bem. Encaminharam-na de imediato para o IPO. Como estava em Lisboa fui eu que a acompanhei em todo este processo de início ao fim.

Começou por uma consulta onde o médico que a assistiu largou a bomba da forma mais directa e sem rodeios...

- "A sua avó tem cancro da mama"

Não sei se existe uma forma mais leve de dar esta informação a um paciente sem que este entre em choque. No entanto, a equipa que acompanhou a minha avó foi impecável.
Foi feita uma biopsia para perceber que tipo de monstro que tinha de enfrentar. Quando chegou os resultados vimos que era um tumor benigno. Foi necessária operação e radioterapia (felizmente não foi necessário fazer quimioterapia).

Foram horas, foram dias passadas no IPO, não falhei uma única consulta ou tratamento que fosse. Acompanhei-a em tudo, vi tudo, senti tudo como se fosse eu que estivesse com o tumor.
Chorar... claro que chorei... mas chorei no dia em que recebemos a notícia, nos restantes dias tinha de ser a pessoa mais forte para poder apoiar e mostrar a minha avó  que estava com ela para o que fosse preciso.

O tempo que passamos em tratamentos, vi e não tinha a noção que havia muitas mulheres com a mesma doença.
... Vi olhares cansados de tanto lutar contra aquele mostro... vi acompanhantes com olhares tão tristes mas sempre com um sorriso nos lábios para dar o incentivo... vi crianças inocentes a passar o seu maior pesadelo... vi um rodopio de ambulâncias que entram e saem com inúmeras pessoas que desistiram de lutarem contra este monstro.

Vi... vi tanto e senti tanto...

Quis ser útil e fazer voluntariado mas não me deixaram por ser estudante (sim, argumentaram que sendo estudante iria falhar em muitos dias que iriam precisar de mim).

O pesadelo terminou mas ainda é necessário fazer exames todos os anos para garantir que o tumor não volte. Passou mas as memórias estão cá. O monstro foi embora, mas continuamos sempre com medo que ele volte, quer na nossa guerreira, quer noutro elemento da família.

Estejam atentos aos sinais!
Façam exames com frequência!

Imagem Retirada da Internet

segunda-feira, 22 de outubro de 2018

Fora da Caixa XVI

Por vezes à noite, antes de ir deitar-me, costumo pentear-me... um destes dias a Piruças vira-se para mim:

- Amor, porque está a pentear se vais deitar-te!
- Oh amoriii, não percebes nada... não vês que é para estar mais elegante nos sonhos.
- 🤔😂😂

Imagem Retirada da Internet

sexta-feira, 19 de outubro de 2018

As (nossas) Máscaras

Olá Leitores!

A semana passada, ao acaso, li o texto que a Andreia Rodrigues publicou no seu blog acerca dos abortos que sofreu antes de ter a sua filha Alice. O texto emocionou-me. Achei-o forte. Mexeu comigo, mesmo eu nunca tendo passado por uma situação semelhante e mesmo não sendo mãe. Depois de ler o texto, permiti-me ver a entrevista que a apresentadora deu no programa da Júlia Pinheiro, acerca deste assunto. 

Não é sobre o texto que quero falar e também não pretendo abordar o tema do aborto.
O que quero falar é da capacidade que temos, uns mais que outros, de conseguir trabalhar mesmo que o mundo esteja a ruir à nossa volta. De arregaçar as mangas, mostrar o nosso melhor sorriso, mesmo havendo alguma coisa que nos destrói por dentro.

Imagem Retirada da Internet
No dia em que a Andreia soube que o feto que possuía no ventre não tinha batimento cardíaco, tinha uma produção fotográfica agendada e um programa da tarde para fazer. Na entrevista mostraram imagens desse dia e dei por mim a pensar na força e na capacidade do ser humano em colocar as máscara, sorrir, brincar, falar com os outros sem que transpareça o que lhes vai na mente e no coração. 

"Da primeira vez, no dia em que soube , estava a fazer o Grande Tarde, antes da emissão do programa tinha uma produção fotográfica e fui, fotografei, engoli as lágrimas e sorri. Uns dias depois disseram-me que teria de ser internada, pedi para que fosse durante o fim de semana, queria ir trabalhar na 2ª feira (...) Fingir que nada tinha acontecido era a minha fuga e também uma forma de me proteger."

Confesso que sou muito transparente e que quem me seja mais próximo consegue perceber perfeitamente quando não estou bem. Mas quando isso acontece tento que isso não me afecte no trabalho e por isso dou o meu melhor. Tento que os problemas fiquem à porta da empresa. 
Tenho estratégias para disfarçar o facto de estar mais pensativa, e a socializar menos com as colegas, por exemplo, colocar os headphones e ouvir a minha playlist. Acabo por conseguir concentrar-me e trabalho melhor se fizer isto. 

E vocês? Quais são as vossas estratégias?

segunda-feira, 15 de outubro de 2018

Fora da Caixa XV

Há uns tempos caiu um dos dentes da frente ao pequenote. Estávamos com um bocadinho de receio da sua reacção, mas ele surpreendeu-nos:

- Filho, não fiques triste. Nasce outro dente depois desse.
- Oh pai, não estou triste, sabes porquê?
- Porquê filho?
- Assim eu respiro melhor! 😂

Imagem Retirada da Internet

Fora da Caixa XIV

No fim-de-semana o Salvador de manhã cedo foi até ao quarto dar um recado ao Piruças. A Baunilha (a nova membro da família Piruças) foi atrás.

No fim de dar o recado o Salvador vira-se para a Baunilha e diz:

- Olha, queres ir para a sala?

Pega-a ao colo...

- Acabaste de ganhar uma viagem grátis até à sala. 😂😂

Imagem d'Os Piruças

Fora da Caixa XIII

Antes de ontem o tempo estava muito bom para levarmos os mais pequenos ao parque infantil.
Entre os baloiços todos decidiram ir brincar para o carrocel giratório... após alguns minutos o "ninja" estava tonto.

- Tia sabes porque é que eu não estou tonta e o ninja está?!
- Não. É porquê?
- É porque eu tenho o cabelo comprido!

De onde será que vêm estas teorias 😂😂

Imagem Retirada da Internet

domingo, 14 de outubro de 2018

Faz Um Ano...


Faz hoje um ano, precisamente no dia 14 de Outubro,  que  os Piruças se conheceram! Foi por motivos tristes  que isso aconteceu... Poderíamos ter-nos conhecido noutras ocasiões. Mas, se não fosse assim, não chegaríamos a este ponto, ao ponto de sermos namorados.

O primeiro encontro foi uma coisa simples, rápida e engraçada, mas o que nos marcou mais foi o segundo encontro.
Lembro bem como se fosse ontem, sentados na praia enrolados no cobertor sobre o céu estelar, com música ambiente das ondas do mar. Passamos várias horas a conversar sem hora de partida, sem rumo e sem ninguém à nossa espera. Parecia ser tirado numa cena de um filme de factos reais com um misto de uma aventura.

Claro que o nosso objectivo não era envolver-nos a nível amoroso,  mas sim conseguirmos uma boa amizade, para ajudar a superar de a fase difícil e dolorosa que ambos estávamos a passar.
Depois do segundo encontro, continuámos a conversar via SMS, saimos várias vezes para um cafézinho, cinemas, saídas ao ar livre, onde reinava uma boa disposição e uma panóplia temas de conversas sobre tudo.
Com o desenrolar das conversas, tornava-se um pouco assustador... ainda hoje é assim... porque somos tão parecidos! Nem os irmãos tem tal parecença.

Continuando!

De dia para dia foi crescendo a amizade, dessa amizade surgiu mais qualquer coisa que mexia connosco mas não sabíamos bem o que era. De amigos sem cor, passamos a ser "amigos coloridos", assim decidimos sem compromissos até ver o que dava.
Andou e andou a passos largos... era isto que queríamos?! Então vamos assumir! Oficialmente assumimos no primeiro dia do ano e tem sido uma loucura, novos conhecimentos, novas aventuras, novas paixões, novas experiências acima de tudo e o mais importante para nós... uma NOVA FAMÍLIA.

Um ano passou desde que nos conhecemos, riscámos velhas memórias.... agora está na hora de escrever novas memórias, viver novas aventuras sem medos. Está na hora de sermos felizes.

Obrigado!!!

sexta-feira, 12 de outubro de 2018

O Poder das Pequenas Coisas

Foto d'Os Piruças

O livro que me acompanhou nas férias e até ontem foi o Poder das Pequenas Coisas da Jodi Picoult.
Já não é o primeiro livro que leio da autora, é mesmo uma das minhas preferidas. Em cada livro seu a Jodi Picoult apresenta-nos sempre dilemas morais. É isso que acho interessante nos seus livros, as pesquisas que faz para construir uma história e apresentar-nos um dilema que nos deixa mesmo a pensar o que faríamos se aquilo se passasse connosco. Conseguimos por-nos na pele das personagens com facilidade.

Sinopse:
Ruth Jefferson é uma enfermeira obstetra com mais de vinte anos de experiência. Um dia, durante o seu turno, começa uma avaliação de rotina a um recém-nascido. Minutos depois é informada de que lhe foi atribuído outro paciente.
Os pais do bebé são supremacistas brancos e não querem que Ruth, afro-americana, toque no seu filho. O hospital acede a esta exigência, mas no dia seguinte o bebé enfrenta complicações cardíacas.
Ruth está sozinha na enfermaria. Deve ela cumprir as ordens que lhe foram dadas ou intervir? O que se segue altera a vida de todos os intervenientes e põe em causa a imagem que têm uns dos outros.

O livro acaba por funcionar como uma "chapada sem mão".  As entidades que devem proteger as minorias são as primeiras a falhar. Vivemos num mundo em que as pessoas tendem a achar que não são racistas, mas no fundo, todos somos... uns mais que outros claro. Outros propositadamente e outros inocentemente.
Aconselho vivamente que leiam este livro!

Foto d'Os Piruças

quinta-feira, 11 de outubro de 2018

A Arte de Escrever...

Olá leitores!

Acabou-se as férias e iniciamos o trabalho com força, como se o mundo acabasse para a semana! Encontramos tudo em pantanas e depois cabe a nós a organizar ao nosso jeito.

Imagem Retirada da Internet
Bem, nem temos tido tempo para escrever... passando à frente... hoje vamos falar de um tema que tem degradado ao longo destes anos.
O tema é a arte de escrever! Para os que gostam de escrever, sabem perfeitamente com os anos vamos aperfeiçoando as nossas escritas.
Uns com uma escrita mais complexa e rica em palavreados, outros com uma escrita mais simples e cativantes. Nós, Os Piruças,  gostamos de escrever maneira mais simples e até tentamos que seja cativante para os leitores, que não seja de leitura aborrecida.

Mas para isso e supomos nós, para quem gosta de escrever também gosta de ler!
Nós gostamos muito de ler também, lemos de tudo o que nos desperte a atenção, desde livros, blogues (há uns bastante interessantes), jornais e etc.

Estamos a chegar à questão que queremos chegar... a arte de escrever, não é só escrever bem!
Ao longo dos anos temos visto que escrever mal (quando falamos mal é com bastantes erros), também é uma arte.
O que não compreendemos é que com a nova tecnologia, seja telemóveis, tablet's ou computadores, todos eles tem uma configuração correcção ortográfico, logo não se justifica os erros.

Nós, Os Piruças, há uns tempos atrás fizemos a experiência de copiar um texto com bastantes erros e sinceramente não foi fácil, logo, escrever mal é uma arte.


Sabemos que HERRAR É UMANO, mas façam um esforço, para não serem humilhados publicamente. 😉

segunda-feira, 8 de outubro de 2018

Fora da Caixa XII

Estava a comentar com o Piruças que ia ser cansativo ter de subir e descer degraus, sempre que quisesse ir a cozinha do sítio onde estávamos... eis que ele responde:

- Ohh amor assim chegas ao final do dia Fitnet 😂😂

Imagem Retirada da Internet

quinta-feira, 4 de outubro de 2018

Boneca de Trapos


A Piruças ofereceu-me um livro em Abril, um romance polícial e só agora é que tive oportunidade de o ler. Em oito dias "devorei" o livro.
Na minha opinião,  o livro tem uma leitura simples e até entusiasmante, mas torna-se confuso pelo motivo de ter muitas personagens. Para além disso, o autor não referia a algumas personagens da mesma, algumas vezes era pelo primeiro nome, outras pelo apelido e quando não era um ou outro era alcunhas.

Deixo-vos a sinopse do livro em baixo:

O teu nome está na lista. Conseguirás salvar-te?

William Fawkes, um controverso detetive conhecido por «Wolf», acabou de ser reintegrado no seu posto após ter sido suspenso por agressão a um suspeito. Ainda sob avaliação psicológica, Fawkes regressa ao ativo, ansioso por um caso importante. se encontra com a sua antiga colega e amiga, a inspetora Emily Baxter, num local de crime, tem a certeza de que é aquele o grande caso: o corpo que encontram é formado pelos membros de seis vítimas, suturados de modo a formar uma marioneta, que ficou conhecida como «Boneca de Trapos». Fawkes é incumbido de identificar as seis vítimas, mas tudo se complica quando a sua ex-mulher, que é repórter, recebe uma carta anónima com fotografias do local do crime, acompanhada de uma lista na qual constam os nomes de seis pessoas e as datas em que o homicida tenciona assassiná-las. O último nome da lista é o de Fawkes. A sentença de morte com data marcada desperta as memórias mais sombrias de Wolf. O detetive teme que os assassinatos tenham mais a ver com ele — e com o seu passado — do que qualquer um possa imaginar.

terça-feira, 2 de outubro de 2018

História do Nada

Era uma vez...

Um rapaz se chamava Nada!
O Nada não gostava de fazer nada.
Um dia o Nada foi à terra do Nada que ficava no meio de nada.
Sentou-se num banco de um jardim, a olhar para o nada.
Aproximou-se um amigo do Nada e perguntou:

  - O que andas a fazer?
  - A fazer nada!

O Nada já estava aborrecido  de não fazer nada. Então foi para a esplanada de um Café Quem Nada Faz.
A empregada, pergunta ao Nada:

  - O que deseja o menino?
  - Não desejo nada!

O Nada estava sentado na esplanada, porque estava cansado de não fazer nada.

FIM

 

segunda-feira, 1 de outubro de 2018

Dia Mundial da Música

Bom dia leitores!

Para começar a semana em grande, deixamos uma música dos Xutos e Pontapés, para festejar o Dia Mundial da Música. Como não podia deixar de ser escolhemos música Portuguesa.


sábado, 29 de setembro de 2018

4° Paragem do Roteiro


Olá leitores!

Quarta paragem: - BRAGA

        ● Conhecer o centro histórico de Braga
        ● Santuário do Bom Jesus do Monte
        ● Santuário do Sameiro em Braga
        ● Póvoa do Lanhoso
        ● Santuário de São Torcato em São Torcato
        ● Guimarães
        ● Barcelos
        ● Barcelinhos


Caros leitores, quarta paragem e última. Foram quatro dias em Braga sem parar e absorver novos conhecimentos intelectuais.
Apesar do calor e do ar seco, não impediu de continuar a nossa aventura com bastante entusiasmo em querer conhecer mais e ficar apaixonados com o nosso país. Temos tanta coisa, tantos lugares lindos e únicos é uma pena viajar para fora sem conhecer o nosso PORTUGAL.

Quando saimos de Lamego para Braga, fomos directos para o Hotel São Nicolau para fazer o check in. No dia seguinte com a ajuda da simpática funcionária do mesmo, que nos dava indicações onde havíamos de ir, decidimos ir a pé até ao centro histórico de Braga que ficava a cerca de 1,5 km. Com ajuda de um mapa roteiro turístico, para podermos orientar mas os monumentos eram tantos que até nos desorientamos. 😂😂


Como não podia deixar de ser fomos comer a famosa francesinha, sabemos que não é igual às da Zona do Porto mas não se deixou ficar nada atrás. Havia a tradicional frigideira, prato típico da localidade, mas decidimos fazer a vontade aos nossos desejos pela francesinha hehe.


Segundo dia, depois de um pequeno almoço reforçado no Hotel, seguimos para o Santuário do Bom Jesus do Monte... mas não subimos o início da escadaria. Ah pois é! Deixamos o carro a meio e subimos o resto a pé. Subir, subimos mas ainda bastante doridos das últimas paragens. Valeu a pena porque o Santuário é lindíssimo e com um jardim único na lateral.
Depois seguimos para o Santuário do Sameiro em Braga, relativamente perto.
Como ainda tinhamos muito tempo, lembramo-nos que podiamos ir a Póvoa de Lanhoso conhecer o Castelo de Lanhoso... e assim foi!

Santuário Bom Jesus do Monte
Jardim
Santuário do Sameiro
De seguida fomos até Guimarães para conhecer o berço de Portugal e antes de chegar paramos em São Torcato para admirar a obra do Santuário de São Torcato.



Santuário São Torcato
Terceiro dia, a pensar onde haveríamos de ir ou não... sim porque não fazem a ideia montes de locais lindíssimos em redor de Braga para conhecer mas o tempo também já era pouco e tinhamos de pensar bem.
Então decidimos ir a até Barcelos, conhecer a terra do famoso Galo de Barcelos e aproveitamos como era um pulinho muito pequeno fomos a pé até Barcelinhos.